DIRETORIA E LIDERANÇAS  DOUTORES DA AMAZÔNIA
Dr. Caio Eduardo C. L. Machado
Dr. Felipe B. L. Machado
Dra Carolina M. A. de Carvalho
Tesoureira D.R.A
Coordenadora área Odontológica D.R.A.
 
Especialista em Prótese pela Associação Paulista dos Cirurgiões dentistas (APCD).
Pós Graduada em  Odontologia Estética .
Gabriella Sertorio
Secretaria D.R.A.
 
Airfluencer Faculdade Cásper Líbero, SP. 
Presidente sócio fundador D.R.A.
Cirurgião Dentista indigenista.
Coordenador de projetos D.R.A.
Especialista em Saúde indígena POSFG;
Especialista em Endodontia Hospital geral de Medicina Militar do Estado de São Paulo ( HMASP).
Especialista em Implantodontia pelo Hospital geral de Medicina Militar do Estado de São Paulo ( HMASP).
Membro do clã Gameby do Povo Indígena Paiter Surui.
Quinze anos de experiência na Amazônia Legal.
Vice presidente D.R.A.
Coordenador área Odontológica D.R.A.
 
Coordenador responsável  D.R.A .
Cirurgião Dentista indigenista.
Especialista em Endodontia  pela  Associação Paulista dos Cirurgiões dentistas (APCD).
Seis anos de experiência na Amazônia Legal.
Dra. Patrícia da Cunha Cavalcanti Alarcão
Coordenadora de projetos D.R.A
Graduada em Medicina. Faculdade de Tecnologia e Ciências.
 
Certificada pela APMG Internacional para Gerenciamento de Projetos de Desenvolvimento pra Profissionais (PMDPro).

Graduada em Medicina. Faculdade de Tecnologia e Ciências, Salvador- BA.

Residência médica em Ginecologia e Obstetrícia. Secretaria de Saúde do Distrito Federal, Brasília – DF.

Estágio em Medicina Fetal. Unidade de Medicina Fetal – Conceptus São Paulo, Brasília – DF.

Gabriel Elias Corrêa da Silva Soares
Coordenador de projetos D.R.A
Experiência em Consultoria Financeira, Tributária, FP&A, Tesouraria e Gestão de Projetos.
 
Mestrado - Controladoria e Finanças, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto - Universidade de São Paulo.
Cassandra Cury
Coordenadora de projetos D.R.A
Fotógrafa e indigenista, percorreu em sua trajetória grande parte do território brasileiro e de países da América do Sul e Europa sempre focada no registro das belezas naturais e culturais por onde passou.
Há 8 anos teve o primeiro contato com os povos indígenas durante uma vivência na cultura e tradições ancestrais do povo guarani. A partir daí nasceu o desejo que deu sentido a uma nova caminhada com o olhar voltado ao registro profundo do universo indígena no Brasil. Nesse percurso teve contato direto com mais de 60 etnias. Foi batizada pelas famílias huni kuin na Amazônia e guarani em Santa Catarina fortalecendo ainda mais sua conexão com os povos originários brasileiros.


 
CONSELHEIROS D.R.A
Chefe Almir Narayamoga Suruí

Almir Narayamoga Surui, Chefe do clã Gamebey do Povo Suruí de Rondônia, no Brasil, será presenteado com o "Bianca Jagger Human Rights Award Foundation na categoria Liderança" em reconhecimento à sua liderança visionária do povo Surui, e sua luta corajosa em defesa de suas terras ancestrais na Amazônia. 

O BJHRF reconhece e honra o compromisso do Chefe Almir com a proteção do ambiente e para a sobrevivência de seu povo.

 

Prêmio Internacional de Defensor de Direitos Humanos, concedido pela Société Internationale dês Droits de L,em Genebra Suíça dado em 2008;

 

Prêmio da Missing Foundation, pela proteção e restauração de habitats e espécies florestais; 

 

Reconhecimento da cidade de San Francisco na Califórnia com o “dia do Chefe Almir” em que se comemora no 4 de outubro, o dia da luta pelo meio ambiente;

 

Reconhecimento, da gigante Google, como personalidade sul americana em 2008; 

 

Prêmio da Google Earth Hero , por utilizar a tecnologia em favor da humanidade; 

reconhecimento da revista Época como um dos 100 brasileiros mais influentes em 2009; 

 

Prêmio de Meio Ambiente dado pela Intel em São Francisco – EUA;

 

Ganhador do Cacau de Ouro em 2010, como reconhecimento dos seus feitos em defesa do meio ambiente, dado pela colunista Marisa Linhares de Cacoal-RO; 

 

Em 2010, assume o posto máximo de governança do povo Paiter Surui, que é o cargo de Labiway e Saga (líder maior) dado apenas aqueles que têm o conhecimento da tradição dos Paiter, e o poder de Governar de forma justa e solidária; 

 

Homenageado pela USAID – Agência Americana de Desenvolvimento e Meio Ambiente pelos serviços prestados a preservação da floresta em 2010; 

 

A Universidade Federal de Rondônia em 2011 outorga o título de Doutor Honoris Causa, por seu conhecimento e luta em defesa dos direitos indígenas e do meio ambiente; 

 

Incluído na Revista americana Fast Economy entre as 100 pessoas mais criativas do mundo em 2011.

 

Dra. Albertina Duarte Takiuti
Graduada em Medicina pela Pontifícia na Universidade Católica em 1970, Residência Médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1971-1972), Curso de Sanitarista pela Faculdade de Saúde Pública (1973), Mestrado e Doutorado pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Mestrado com a Dissertação: Valor do urocitograma na investigação endócrina de crianças e adolescentes e Doutorado com a Tese: Estudo de um modelo de atendimento à mulher adolescente no Sistema Público de Saúde de 1999. Participante do primeiro ambulatório de ginecologia infanto-puberal no hospital das clínicas em 1971, Fundadora do Primeiro Ambulatório de Ginecologia da Adolescência da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo ? FMUSP em 1993. Coordenadora do primeiro Programa de Saúde da Adolescência do Estado de São Paulo 1987. Participante da primeira Assembleia de Constituição da Associação Latino Americana de Obstetrícia e Ginecologia Infantil e da Adolescência. Diretora da Comissão Cientifica da SOGIA. Recebeu premiações nacionais e internacionais de ginecologia. Coautora do 1º livro infanto-puberal em 1975 e autora de 08 livros. Exerce função de Coordenadora do Programa Saúde do Adolescente do Estado de São Paulo e desde 2015 é Coordenadora Estadual de Politicas para Mulher.
Dr. Manoel Edurado de L. Machado
Graduado em Odontologia pela Universidade São Francisco (1977), especialista em Endodontia (1980) pela OSEC, Mestre (1992) e Doutor (1993) em Endodontia pela Universidade de São Paulo, Livre Docente pela FOUSP (1998), e Pós-doutorado pela University of Harvard School of Dental Medicine. Atualmente, é Professor Associado 2 da disciplina de Endodontia da Universidade de São Paulo atuando nos cursos de Graduação e Pós-Graduação (Mestrado e Doutorado). Fundador e Presidente da Sociedade Brasileira de Endodontia (2010-2016) e da Sociedade de Endodontia Latino Americana (2012-2018). Idealizador do projeto Amazonas / 32. Autor do livros "Endodontia da biologia à técnica" - traduzido para o espanhol e distribuído por toda América Latina e parte da Europa, "Urgências em Endodontia Bases biológicas clínicas e sistêmicas", e "Endodoncia - Ciência y Tecnología".
IVANEIDE BANDEIRA 
Ivaneide Bandeira  lidera desde 1992 a Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé, cuja atuação se estende a 52 etnias indígenas. Filha de seringueiros, nasceu e passou boa parte da infância em meio à Floresta Amazônica. Cursou História pela Universidade Federal e fez mestrado em Geografia. À frente da organização Kanindé, esteve em expedições para prender invasores de terras e madeireiros ilegais e realizou diversas aproximações com povos até então isolados. Foi a primeira mulher a trabalhar com índios isolados no Brasil. Por incomodar poderosos, foi inúmeras vezes ameaçada de morte e, hoje, é uma das ativistas ambientais mais ameaçadas do país. A Associação Kanindé desenvolveu uma metodologia própria, o “Diagnóstico Etnoambiental em Terras Indígenas & Plano de Gestão”, que promove o diálogo entre as ciências sociais, as exatas, biológicas e a ciência indígena com foco em levantamentos para a gestão etnoambiental responsável do território indígena.